Objetivos

O objetivo central do Programa é formar profissionais qualificados para trabalhar em organizações que prestam serviços, diretos ou indiretos, ao meio rural. Dentre tais organizações estão as agências de extensão e assistência técnica, os centros de pesquisa, as universidades, os órgãos de planejamento, as organizações de produtores e de trabalhadores, as instituições privadas ou públicas de produção e ação social e os movimentos sociais.

Para que esse objetivo seja alcançado, alguns outros mais específicos são perseguidos. Eles funcionam como meios norteadores do desenvolvimento das atividades acadêmicas. Dentre eles fazem-se referências aos seguintes:
a. Análise crítica dos processos alternativos de geração e difusão de tecnologia agrícola para a sociedade brasileira.
b. Análise histórica das condições do progresso técnico e da modernização na sociedade agrária brasileira.
c. Exame das relações entre os processos de desenvolvimento institucional e desenvolvimento sócio-econômico na sociedade brasileira, especialmente no que se refere à sociedade agrária, com ênfase nas organizações produtoras e geradoras de conhecimento e nas organizações extensionistas.
d. Análise dos condicionantes da pedagogia extensionista, através da problematização do trabalho desenvolvido pelas agências de extensão e assistência técnica, incluindo universidades e centros de pesquisa.
e. Avaliação crítica de planos, programas e projetos de desenvolvimento rural, incluindo colonização e reforma agrária.

Esses objetivos específicos podem ser sumariados em um só, que imprime ao Programa uma política de ação acadêmica: problematizar a realidade rural brasileira e seus condicionantes, de forma a proporcionar aos estudantes engajados no curso condições de pensar sobre essa realidade de maneira crítica e sobre ela agir.
Na verdade, pode-se dizer que tais objetivos encerram uma “filosofia” de ação acadêmica. Para que ela sirva de rumo norteador dos trabalhos do Programa, deverá haver uma relação estreita entre conteúdo das disciplinas, formas de abordá-las, interesse dos professores e estudantes que fazem o Programa, linhas de pesquisa e apoio institucional do Departamento.

Perfil do Profissional a ser Formado

A proposição do Programa é formar professores, pesquisadores e profissionais interessados em Extensão Rural. Não há preocupação com a dicotomia especialistas versus generalistas. A preocupação é fornecer elementos teóricos e metodológicos aos treinandos, de tal forma que eles possam escolher os seus caminhos, a partir de uma visão crítica e problematizadora da realidade social brasileira. Para tanto, propõe-se que a heterogeneidade de argumentos e de visão do mundo, bem como as propostas discutidas nas disciplinas lecionadas, seja estimulada.

A formação do estudante é conduzida, privilegiando-se os objetivos da pesquisa na pós-graduação. A ênfase nos aspectos críticos e problematizadores deverão desaguar em um processo de pesquisa sério e inovador. Assim, a experiência de pesquisa é condição sine qua non tanto para a formação de pesquisadores e professores como para a de técnicos interessados em outros tipos de atividades de prestação de serviços.

BUSCA NO SITE

Endereço

Curso de Pós-Graduação em Extensão Rural
Departamento de Economia Rural
Avenida Purdue, s/nº, Campus Universitário
Edifício Edson Potsch Magalhães
Prédio Anexo, 1º Andar, Sala 106
36570.900 – Viçosa – MG – BR
Tel.: +55 (31) 3899-1689 (Secretaria)
E-mail: ext@ufv.br

Equipe de Desenvolvimento Web/UFV - 2013 - Mantido com Wordpress